Depois de 5 anos, fica pronto trecho da transposição do São Francisco

Etapa faz parte do Eixo Norte da obra e custou R$ 143,2 milhões.
Representantes do governo federal e do Exército foram conferir conclusão.

Do G1 PE

Um canal de aproximação de dois quilômetros de extensão e a Barragem de Tucutu, capaz de armazenar 25 bilhões de metros cúbicos de água, foram entregues nesta quarta-feira (20), em Cabrobó, no Sertão pernambucano. As construções fazem parte do Eixo Norte da obra de transposição do Rio São Francisco, que pretende melhorar a distribuição de água nos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte.
Representantes do governo federal e do Exército foram conferir a conclusão dessa parte da obra, que levou cinco anos para ficar pronta. Essa etapa custou R$ 143,2 milhões e a transposição completa está orçada em pouco mais de R$ 8 bilhões.
Entenda o projeto
A transposição do Rio São Francisco é uma obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) criada para beneficiar doze milhões de pessoas nos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. A água será captada em dois pontos do São Francisco: no município de Floresta, em Pernambuco, o canal parte do lago de Itaparica e daí se estende por 287 quilômetros pelo interior. O outro canal de captação de água começa em Cabrobó e é mais longo: 426 quilômetros.
Há cerca de cinco anos, trabalhadores abrem canais no Sertão, constroem barragens e aquedutos, que serão usados para ligar o São Francisco a pequenos rios do Nordeste.