Pássaros são atraídos pelo clima e pela abundância de insetos. No fim da tarde, as andorinhas encenam um verdadeiro espetáculo. Do G1 RO Comente agora Um evento da natureza tem atraído turistas, fotógrafos e muitos curiosos até a praça da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (EFMM), em Porto Velho, durante os fins de tarde. Neste mês de outubro, um grande número de andorinhas realiza um verdadeiro espetáculo e deixa os espectadores encantados com a encenação do 'balé aéreo'. Segundo o biólogo Antônio do Santos Júnior, as andorinhas são trazidas a Porto Velho por causa do clima, que facilita o acesso a comida nesta época do ano. No topo do cardápio estão os cupins. Durante as chuvas fortes, quando a tempestade está cerca de três ou quatro quilômetros de distância, uma corrente de ar quente e úmido empurra os insetos para cima, e por isso, os pássaros voam mais alto e fazem acrobacias que parece uma dança no céu. Humberto Arouca é fotógrafo da Associação Lentes do Madeira e disse que há dias tenta fotografar o espetáculo. "Vim junto com o pessoal do fotoclube para fotografar os pássaros. Já faz dias que venho aqui para conseguir uma boa foto", conta o fotógrafo. O foguista da EFMM, José Nazareno, explica que as andorinhas começam o espetáculo por volta das 18h. "Nessa hora elas se reúnem no céu. Formam como se fosse uma nuvem", diz José. saiba mais Veja mais notícias de Porto Velho Para a professora Maria Rita é um presente que a natureza oferece. "Eu nunca tinha visto nada igual, é lindo", ressaltaMaria.

Pássaros são atraídos pelo clima e pela abundância de insetos.
No fim da tarde, as andorinhas encenam um verdadeiro espetáculo.

Do G1 RO

Um evento da natureza tem atraído turistas, fotógrafos e muitos curiosos até a praça da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (EFMM), em Porto Velho, durante os fins de tarde. Neste mês de outubro, um grande número de andorinhas realiza um verdadeiro espetáculo e deixa os espectadores encantados com a encenação do 'balé aéreo'.
Segundo o biólogo Antônio do Santos Júnior, as andorinhas são trazidas a Porto Velho por causa do clima, que facilita o acesso a comida nesta época do ano. No topo do cardápio estão os cupins. Durante as chuvas fortes, quando a tempestade está cerca de três ou quatro quilômetros de distância, uma corrente de ar quente e úmido empurra os insetos para cima, e por isso, os pássaros voam mais alto e fazem acrobacias que parece uma dança no céu.
Humberto Arouca é fotógrafo da Associação Lentes do Madeira e disse que há dias tenta fotografar o espetáculo. "Vim junto com o pessoal do fotoclube para fotografar os pássaros. Já faz dias que venho aqui para conseguir uma boa foto", conta o fotógrafo.
O foguista da EFMM, José Nazareno, explica que as andorinhas começam o espetáculo por volta das 18h. "Nessa hora elas se reúnem no céu. Formam como se fosse uma nuvem", diz José.
Para a professora Maria Rita é um presente que a natureza oferece. "Eu nunca tinha visto nada igual, é lindo", ressaltaMaria.