Polícia Ambiental apreende 250 quilos de pirarucu em Porto Velho

Pescado não tinha nota fiscal nem origem declarada.
Carga veio do Amazonas, escondida embaixo de outros peixes, diz polícia.

Vanessa Vasconcelos Do G1 RO
Polícia Ambiental apreendeu 350 quilos de Pirarucu, em Porto Velho. (Foto: Vanessa Vasconcelos/G1)
Polícia Ambiental apreendeu 350 quilos de Pirarucu, em Porto Velho. (Foto: Vanessa Vasconcelos/G1)
Na manhã desta quarta-feira (10), a Polícia Ambiental apreendeu 250 quilos de pirarucu, no terminal pesqueiro do Cai n’Água, em Porto Velho. O pescado não possuía nota fiscal nem tamanho mínimo permitido para captura, 1,08 metros, informou a polícia.
Através de denúncia anônima, a polícia chegou ao terminal pesqueiro, onde estava a carga de pirarucu, vinda do município de Lábrea, AM. No local, foi constatada a irregularidade do pescado. “O peixe foi transportado em caixas, escondido embaixo de outros pescados de pacu”, relatou o sargento da Polícia Ambiental Aparecido da Silva, que atendeu a ocorrência.

A polícia acredita ainda que os peixes estavam encomendados para restaurantes da capital. “A carga já estava toda limpa e separada em mantas, pronta para o transporte”, disse o sargento. O dono do pescado não foi encontrado no local.
As investigações para descobrir a origem e o responsável pelo pescado continuarão sob o comando da Polícia Civil. Ainda de acordo com os policiais, a multa mínima para a pesca e comércio ilegal de pirarucu fora de cativeiro é de R$ 5 mil, e o responsável sofre ainda sanções criminal, cível e administrativa.
A pesca apreendida foi doada ao Hospital Escola Santa Marcelina, em Porto Velho.